Na Impulso, nós acreditamos de verdade que o trabalho remoto é o futuro do trabalho! Tanto é que não só implementamos esse modelo de trabalho internamente, como também apoiamos empresas e iniciativas que fomentam a modalidade.

Para nós, que experimentamos diariamente poder trabalhar de qualquer lugar, estão mais do que confirmadas as inúmeras vantagens do trabalho remoto. As vantagens são tanto para as empresas quanto para seus funcionários! No entanto, sabemos que essa modalidade ainda é alvo de certa resistência e desconfiança de muitos. 

Por isso, resolvemos trazer aqui oito motivos que nos levam a acreditar que o trabalho remoto é o futuro do trabalho. Confira!

1. Chega de trânsito

De acordo com uma pesquisa realizada em 2018 pelo economista Guilherme Vianna, da Quanta Consultoria, todo ano, o Brasil perde em média R$ 267 bilhões com engarrafamentos na ida ou volta do trabalho. Isso representa quase 4% de todo o Produto Interno Bruto (PIB) do país perdido em congestionamentos!

Ainda segundo a pesquisa, mais de nove milhões de brasileiros levam mais de uma hora no deslocamento casa x trabalho. O tempo desperdiçado no trajeto, que, para o economista não deveria ultrapassar 30 minutos. Esse período poderia ser convertido em renda, lazer, estudos, descanso ou em mais produtividade.

Com o trabalho remoto, não há mais necessidade de deslocamentos ou trânsito. Uma palavra resume: paz.

2. Mais tempo com a família

Frequentemente conversamos com nossos impulsers sobre quais vantagens eles obtiveram ao poder trabalhar de qualquer lugar. Nas conversas, oito em cada dez mencionam que um dos grandes benefícios é ter mais tempo para a família

O tempo desperdiçado em trabalhos presenciais com trânsito, deslocamentos e com o horário inflexível, por exemplo, poderia ser destinado a dar atenção aos filhos, parentes ou cônjuges.

Essa questão é especialmente sensível para uma classe: a das mães. Segundo estudo realizado em 2017 por Sari Kerr, economista do Weslleley College (EUA), a maternidade é a principal causa da diferença salarial entre homens e mulheres. Isso porque o papel de mãe exige um nível de flexibilidade que um trabalho presencial raramente poderá oferecer. Nesse sentido, o trabalho remoto pode ser até uma ferramenta para a diminuição da desigualdade de gênero no mercado de trabalho. Trabalhar remotamente permite às mães não abrir mão de dedicar-se à maternidade. 

O equilíbrio entre trabalho e vida pessoal tem figurado cada vez mais entre os fatores mais importantes ao serem considerados na hora de decidir por um determinado emprego. O trabalho remoto, mesmo com seus desafios e distrações, tem se mostrado uma ótima opção para quem está em busca desse equilíbrio. 

Aliás, temos aqui no blog um post com dicas bem legais sobre como conciliar vida profissional e pessoal trabalhando em casa. Vale a pena conferir!

3. Flexibilidade

Quem nunca ficou sem graça de pedir ao chefe liberação para ir ao médico ou buscar o filho na escola? Nossa rotina atual, sempre cheia de atividades, requer de nós muito jogo de cintura para conseguir dar conta de tudo ao mesmo tempo

Temos o desafio diário de aproveitar cada slot de tempo da forma mais inteligente possível. Nesse contexto, nada mais justo que cada indivíduo seja completamente responsável pela gestão de seu próprio tempo.

O trabalho remoto permite a evolução assíncrona de processos. Isso torna possível para o trabalhador flexibilizar seus horários sem prejudicar as suas entregas.

4. Redução de custos

Uma pesquisa da Universidade de Stanford concluiu que as taxas de pedidos de demissão caíram mais de 50% em empresas que possuem um programa de trabalho remoto. Isso, por si só, já é um grande fator de redução de custos, já que o turnover custa caro para as empresas. 

Ao adotar o trabalho remoto, há uma diminuição de gastos com a manutenção de um escritório físico. Isso implica no fim da conta de luz, água, aluguel, condomínio, limpeza, entre outras. 

De acordo com reportagem da revista Forbes de abril de 2013, o programa de trabalho remoto da empresa Aetna permitiu uma redução de US$ 78 milhões em custos imobiliários.

Além disso, há diversos custos, como vale-transporte, vale-refeição e outros benefícios, que só fazem sentido em um trabalho presencial.

5. Maior produtividade

A U.S. Patent & Trade Office (USPTO), escritório de patentes americano, deu início em 2012 a um programa que passou a permitir que seus funcionários trabalhassem de qualquer lugar

A Universidade de Harvard analisou os dados de produtividade deles. Foi constatado que, a partir do momento que o trabalho remoto foi adotado, a produtividade dos funcionários cresceu em 4,4%. Além disso, não houve aumento significativo de retrabalho e nem diminuição na qualidade do trabalho.

Com as ferramentas certas, o trabalho remoto não prejudica a produtividade ou a qualidade das entregas. Pelo contrário: ele proporciona maior qualidade de vida, o que impacta de forma positiva e direta sobre a produtividade e resultados dos colaboradores.

6. Menos stress

Um estudo da PGI, empresa líder em software de serviços, aponta que 82% dos colaboradores reportaram níveis menores de stress ao trabalhar remotamente, e o absenteísmo na empresa caiu em 69%.

A verdade é que não somos máquinas, mas humanos. Como humanos, precisamos de tempo de descanso, pausas e lazer. Poder trabalhar de qualquer lugar nos dá a oportunidade de inserir pausas com maior autonomia e flexibilidade. Dessa forma, podemos dosar mais facilmente nosso próprio nível de stress e, consequentemente, aumentar nossa produtividade.

7. Fuga dos grandes centros

A concentração de trabalho e renda nos grandes centros gera diversos problemas, que vão desde o colapso no trânsito à ampliação da desigualdade social. Para ter acesso a certas oportunidades, há uma dependência geográfica. Isso aumenta o custo de vida dessas regiões que concentram oportunidades. 

Já o trabalho remoto torna possível que uma pessoa que mora em uma cidade fora dos grandes centros urbanos consiga exercer sua profissão sem precisar se mudar

Essa pessoa, através do seu salário, ajuda a movimentar a economia local da sua cidade! Isso é positivo não só para a tal cidade, mas também para a economia do país como um todo.

8. Faz bem ao meio ambiente

A iniciativa Work Remote Day, que aconteceu em 2017, revelou que o trabalho remoto pode reduzir anualmente cerca de 2,5 bilhões de litros no consumo de combustíveis.

Além disso, transferir para a nuvem os arquivos da empresa diminui drasticamente o desperdício de papel. Não estar presente no escritório também evita o consumo de diversos materiais descartáveis! Lembra dos velhos copinhos de plástico, tão comuns ainda em diversos ambientes corporativos? Não serão mais necessários se você estiver trabalhando de casa!

Motivo bônus: é uma boa opção em situações de calamidade

Em situações de calamidade pública, como alagamentos ou epidemias, o trabalho pode se tornar a única opção viável. As empresas que já possuem uma estrutura para a realização desse tipo de trabalho ganham a dianteira e conquistam, inclusive, um diferencial competitivo.

O preparo para o trabalho remoto envolve não somente a adoção de ferramentas, recursos e processos, mas também a implementação de uma cultura de autogestão. Saber gerenciar suas próprias tarefas e horários é super importante para quem não tem alguém ao vivo na cadeira ao lado vigiando sua produtividade.

Com a situação do novo coronavírus, diversas empresas precisaram adotar do dia para a noite a modalidade do trabalho remoto. É claro que, sem o devido preparo, pode simplesmente não funcionar e ser prejudicial à empresa.

Portanto, preparar sua organização para o trabalho remoto, implementando processos e a mentalidade certa, pode permitir que, numa situação extrema, todos os seus colaboradores sejam capazes de trabalhar à distância sem gerar nenhuma queda na produtividade ou nos resultados.

Todo mundo merece trabalho remoto

Por todos esses motivos e muitos outros, o trabalho remoto é um caminho sem volta! Certamente a modalidade estará cada vez mais presente no dia a dia de trabalhadores ao redor do mundo. Esse é o futuro, e nós aqui na Impulso já fazemos parte dele!

E você, qual a sua opinião ou experiência sobre trabalho remoto? Compartilhe com a gente deixando seu comentário aqui!