Quando iniciamos a Impulso há pouco mais de 1 ano tínhamos um objetivo muito claro: impulsionar profissionais e organizações a gerarem mais valor juntos. Fundamentalmente, conectar e alinhar os seus propósitos, viabilizando mais autonomia, dinamismo e flexibilidade para ambos.

Esse objetivo está ainda mais forte hoje, principalmente em função dos feedbacks que recebemos todos os dias sobre o tamanho do impacto positivo que estamos causando na vida das pessoas e resultados nas organizações.

E queremos fazer muito mais!

Como surgimos a partir da HE:labs, que já tinha mais de 7 anos no mercado de tecnologia e entregue mais de 500 projetos com sucesso, sempre rodando processos lean, naturalmente sabíamos que a melhor forma de aumentar nossas chances de sucesso seria lançar rápido, aprender rápido e melhorar rápido.

Por isso optamos pelo Slack como nossa plataforma de comunicação padrão.

Já sabíamos que, com suas limitações, ele não nos atenderia para sempre, mas definitivamente começar com ele nos permitiria começar rápido, com uma ferramenta robusta, fácil de usar e já validada pelo mercado.

O Slack já era considerado na época, e continua sendo, a melhor ferramenta de comunicação atualmente. Nada mais natural do que utilizá-lo.

Mas o dia de dizer adeus chegou.

No momento em que escrevo, já somos mais de 6 mil Impulsers, formando a comunidade de tecnologia que mais cresce no Brasil. São pessoas de mais de 470 diferentes cidades, trocando mais de 440 mil mensagens, em mais de 100 canais de discussão. São cerca de R$ 25 mil reais em benefícios no Clube de Vantagens, envolvendo mais de 40 parceiros de todo o Brasil.

E esses números crescem absurdamente dia a dia!

O Slack possui a limitação de que apenas 10 mil mensagens são gravadas no histórico dos canais. Com o nosso tamanho de hoje, significa que muitas delas duram apenas 2 ou 3 dias até serem apagadas, o que prejudica bastante o fluxo de uma discussão. Como estamos todos distribuídos remotamente, muitas vezes em fuso-horários diferentes, algumas conversas são realizadas assincronamente, durante vários dias.

Manter o histórico é fundamental para isso fluir bem e permitir a busca de informações úteis postadas pela comunidade.

Mas por que não fazer o upgrade do Slack para a versão paga, que retira essa limitação?

A versão Standard do Slack custa $ 6,67, o que significa no câmbio de hoje aproximadamente mais de R$ 148 mil por mês. Esse é um valor economicamente inviável para o nosso negócio, ainda mais considerando a nossa taxa de crescimento e meta de termos todas as pessoas que trabalham com tecnologia do Brasil dentro da comunidade.

Outra limitação do Slack é o seu mecanismo de permissionamento e gestão de grupos. Mesmo nas versões pagas, ele não nos permite o nível de granularidade de configuração que precisamos uma vez que as pessoas e organizações possuem acessos diferentes aos diversos serviços do nosso ecossistema, como Impulso Team, Academy, Mentoring, etc.

Por fim, para oferecermos uma experiência única e integrada, precisaremos realizar customizações e novas implementações em cima da plataforma de comunicação que usarmos, e o Slack por ser um software como serviço e fechado, não nos permite isso.

Mas por que o Rocket Chat?

Foram alguns meses de estudos e discussões para decidirmos para qual ferramenta migrar.

Analisamos opções como o Discord, que dada sua popularidade crescente, seria natural. Porém, para que tenhamos a flexibilidade e segurança que precisamos, ser open source é fundamental para nós.

Gostamos muito de open source, apoiamos vários projetos e usamos, há anos, inúmeros projetos com nossos clientes. Foi aí que ficamos entre as que consideramos as duas opções mais maduras até o momento: Rocket Chat e Mattermost.

Ambas são muito boas e considero que estaríamos em boas mãos com ambas. Pessoalmente, tenho muita fé no potencial do Riot.im, mas julgamos não ser a melhor opção para nós nesse momento.

No final, optamos pelo Rocket Chat.

O fato deles serem um projeto open source brasileiro, com um time espalhado pelo mundo, fez muita diferença para nós. Tivemos a oportunidade de conversar e a similaridade de visão, objetivos, princípios e valores nos conectou bastante. No roadmap do Rocket Chat existem coisas muito, muito promissoras, que permitem que cheguemos juntos em um outro patamar de impacto positivo na vida das pessoas e organizações.

O Rocket Chat é perfeito? Longe disso. Principalmente para as pessoas que já estão acostumadas com outras ferramentas. Em relação ao Slack a interface é um pouco diferente, alguns recursos faltam e outros novos foram inseridos.

Foi a melhor escolha? Neste momento, com certeza!

No futuro algo pode mudar? Sem dúvida que sim, a única certeza que temos na vida é a de mudança!

Mas estamos muito felizes com a escolha que fizemos e o que ela nos permitirá fazer no curto, médio e longo prazo: conectar e impulsionar ainda mais pessoas e organizações a gerarem mais valor juntas!

Vamos em frente!