Oportunidade em Tecnologia da Informação (TI) é o que não falta em um mercado tão aquecido como o nosso. Somente nos cálculos da Associação Brasileira de Startups em entrevista ao UOL, entre janeiro e abril de 2019 foram criadas 2 mil novas empresas e, até dezembro, mais 3 mil podem começar a operar nesse setor. São 5 mil vagas abertas atualmente somadas a outras potenciais 70 mil até o fim do ano. 

Mas a abundância de opções não se traduz necessariamente em sucesso na seleção, por mais capacitadas que possam ser as pessoas que se candidatam. Para ajudar quem está atrás de um novo projeto de software para trabalhar, destacamos as 5 dicas abaixo. Veja: 

1. Construa e mantenha a sua presença online

Para encontrar oportunidades na TI e ser encontrado(a) por recrutadores, é fundamental ter uma presença online. Afinal, é por meio da internet que costuma acontecer o match entre profissional e empresa. 

Por isso, construa ou atualize o seu currículo (em um arquivo próprio, de preferência com uma cover letter, mas principalmente no LinkedIn), o seu site próprio e o seu portfólio, onde estarão listados os principais trabalhos com os quais você se envolveu. Perfis no Stack OverFlow e no GitHub também não devem ser deixados para trás. 

Você também pode mostrar-se disponível por meio da participação em comunidades específicas de pessoas que trabalham com tecnologia.

É o caso da Impulso Network, que concentra canais de discussão sobre todos os assuntos possíveis das profissões relacionadas à TI. Além de tirar dúvidas sobre programação, design ou gestão na área de tecnologia, atualizar-se sobre o mercado e ainda fazer networking, participantes também ficam sabendo de oportunidades de trabalho em projetos de software

2. Melhore o seu currículo, site e portfólio com frequência

Tão fundamental quanto criar esses espaços é atualizá-los com frequência. Crie o hábito de, a cada curso que participa, completar o seu currículo, site e portfólio com o certificado obtido ou com as competências adquiridas por meio da formação. Um perfil completo no LinkedIn, por exemplo, já é um diferencial ao concorrer por uma vaga.

O aprimoramento desses canais é importante porque boa parte das empresas já conta com algoritmos para fazer a triagem inicial de currículos e dar sequência ao cruzamento entre as candidaturas e a empresa. Portanto, quanto mais dados os robôs tiverem sobre você, maior poderá ser o seu destaque na seleção. 

Ao atualizar as informações concentre-se em contar uma história que vá além de certificações. Volte menos a sua trajetória para as empresas para as quais trabalhou e mais para os desafios que foi capaz de solucionar. Conte, por exemplo, como conseguiu superar um problema em determinado projeto. 

Também contemple hard e soft skills em pesos equivalentes, participação em projetos open source, em hackathons e em iniciativas próprias. Mantenha ainda um espaço mais especial, onde estejam os seus hobbies, em especial aqueles das horas vagas. 

Leia também: Passo a passo para construir uma carreira como desenvolvedor(a) remoto

3. Cumpra os prazos estabelecidos no processo

Algumas empresas sugerem que as pessoas interessadas em uma oportunidade na TI façam testes técnicos logo no início do processo seletivo. O Hacker Rank é uma das plataformas mais utilizadas para isso e, inclusive, permite que você participe de “jogos” desvinculados de candidaturas para treinar as próprias capacidades. 

Caso esteja em uma candidatura que exige um teste, atente para o prazo de entrega da tarefa. É fundamental cumprir a deadline para não causar uma primeira má impressão. 

O mesmo vale para entrevistas, onde você deve demonstrar assiduidade, interesse e comprometimento por meio da pontualidade. Caso desista da vaga no meio do processo, comunique todas as pessoas envolvidas. De preferência, explique os motivos que cercaram a decisão. 

oportunidade na TI

4. Saiba se apresentar à empresa

Após acessar as principais informações sobre você e a sua trajetória, além de analisar possíveis resultados em testes técnicos, a equipe de recrutamento vai decidir pela continuidade da sua candidatura no processo seletivo da oportunidade na TI. Em caso positivo, é comum que sejam agendadas conversas presenciais ou online para que saibam ainda mais de você. Nesse momento é que serão explorados, ampliados e confirmados os dados contidos no seu currículo. 

Portanto, é importante focar em uma apresentação que reforce e vá além dos dados que a empresa já reuniu sobre você.

Demonstre competências sócio-emocionais, como uma boa comunicação, e também demonstre engajamento com a seleção. Para isso, explique porque você está animado com aquela oportunidade, porque oferece um match diferenciado e como poderá entregar valor ao cliente. 

Um erro bastante comum que pode ser evitado diz respeito ao desconhecimento da vaga. Muitas pessoas chegam até a etapa de entrevistas sem saber se aquela oportunidade é realmente aderente aos seus perfis. Nesse sentido, se quiser mais assertividade no processo, tire todas as suas dúvidas antes de clicar em “candidatar-se”. De quebra, essa ainda é uma forma de demonstrar curiosidade previamente. 

Leia também: As mulheres podem adaptar-se melhor aos empregos do futuro?

5. Não faça leilão de oportunidade 

Definir quanto vale a sua hora de trabalho e uma das tarefas mais difíceis, mas também mais importantes para quem busca uma oportunidade na TI. Antes de aplicar-se para uma delas, inclusive, você deve ter esse valor em mente. 

Sobre esse assunto, é válido destacar que existe autonomia para fixar um preço para o próprio trabalho. No entanto, esse número também deve ser contemplado pela expectativa da empresa que está anunciando a oportunidade. 

Caso não esteja, pergunte se há flexibilidade para negociação, mas em hipótese alguma faça leilão para ver quem paga mais por você. Por mais que o mercado de tecnologia esteja em ascensão e, por vezes, esbarre na falta de profissionais, essa é uma prática que queima o filme de candidatos e candidatas. 

Leia também: 3 cargos na área de TI que serão tendência em 2019

Se seguiu essas dicas, mas mesmo assim deixou a oportunidade escapar, não desanime. Procure obter um feedback da sua participação no processo. Com base nesse retorno, trabalhe para corrigir os erros e potencializar os acertos na próxima seleção. 

Mas, se obteve êxito, qual é a sua recomendação para destacar-se na seleção de uma oportunidade na TI? Compartilhe a sua dúvida ou a sua sugestão no espaço abaixo dos comentários.