A eficiência de um código depende muito das decisões tomadas por quem trabalha com o desenvolvimento. De forma que, o uso de um bom recurso faz toda a diferença e é aí que o Mixin, parte integrante do framework Vue.js, se enquadra na história.

O Vue.js é um poderoso framework JavaScript usado na criação de um SPA (single-page application). Ele possui, dentre as suas muitas funcionalidades, o Mixin, que permite reutilizar o código em seus componentes.

Dois pontos principais a destacar são: as possibilidades de reutilizar um código e a de executar uma manutenção a partir de um único lugar. Desse modo, o Mixin pode aprimorar, consideravelmente, a eficiência da sua programação. 

Ou seja, esse é um dos assuntos mais pertinentes para pessoas desenvolvedoras. Por isso, preparamos informações importantíssimas para sua rotina de programação. Confira!

Por que usar o Mixin?

Devido a sua capacidade de abstrair funcionalidades comuns, é possível manter seu código DRY (Don’t Repeat Yourself — não se repita). O que resulta em menos código geral, algo que torna a preservação do seu projeto mais fácil a longo prazo. 

Além disso, você pode aproveitar recursos como closures, para criar variáveis privadas e métodos que não vão poluir o escopo global. Outro grande benefício está na facilidade do compartilhamento de código entre diferentes projetos. 

Por exemplo, se você criou um objeto que fornece a validação de formulário aprimorado, poderá reutilizá-lo facilmente em qualquer outro projeto sem precisar recriar tudo novamente. Esses bons motivos respondem a pergunta.

Quando usar um Mixin?

Você pode usar quando quiser criar um código limpo, ou quiser reutilizá-lo, ou mesmo com a intenção de isolar a lógica aplicada. Além disso, ainda existe a possibilidade de utilizar globalmente, mas cuidado, isso vai interferir em todas as instâncias Vues criadas depois. No entanto, existem alguns detalhes importantes antes de usar essa opção:

  • Observe se contém lógica autônoma, que pode ser usada em vários lugares sem depender das partes internas do componente; 
  • Verifique se sua rotina necessita de pequenas alterações em vários componentes para adicionar um determinado recurso;
  • Evite adicionar trechos de código que dependam dos componentes internos. Essa correlação anula o propósito de usar esta funcionalidade, em primeiro lugar.

Como criar um Mixin?

É bem fácil, basta criar um objeto com as opções que você deseja compartilhar. Um exemplo muito bacana que o Matheus Ricelly criou vai te fazer entender melhor. Olha só:

A imagem mostra a criação do mixin em um pedaço de código no artigo da Impulso

Passo 1: criar nomeMixins.js

Inicialmente, foi criada uma pasta chamada mixins, com a extensão .js, para que se pudesse aproveitar os códigos.

A imagem mostra um código com import nomeMixins no artigo da Impulso

Passo 2: import nomeMixins 

A seguir, é só importar e declarar os mixins para inserir outros arquivos através de um array. Ricelly continuou no mesmo exemplo:

A imagem mostra o mixin que recebe o nomeMixin no código deste artigo da Impulso A imagem mostra um código com Objeto (mixin) no artigo da Impulso

Passos 3 e 4: Objeto em data() e resultado

Por fim, as imagens abaixo mostram a inclusão da propriedade computed, que faz exatamente o trabalho de evitar incluir várias linhas. 

A imagem mostra um código com Objeto em data() e resultado 1 no artigo da Impulso

A imagem mostra um código com Objeto em data() e resultado 2 no artigo da Impulso

Existe documentação disponível?

Sim! Obviamente, não finalizaríamos um assunto tão importante como Mixin – Vue.js, sem passar o site oficial (com conteúdo em português) que abre seu leque de aprendizado quanto a plugins, merge e muito mais.

Então, conseguiu observar como essa funcionalidade pode te ajudar no dia a dia? Ela gera maior legibilidade e compreensão ao código, além de mais segurança, limpeza e eficiência.

Não dá para ser negligente quando o assunto é programação, concorda? Portanto, vale atentar para todas as atualizações e novos métodos que surgirem. 

Aqui, na Impulso, o objetivo é justamente esse: atrair, nutrir e engajar as pessoas responsáveis pelo desenvolvimento da área de TI, porque acreditamos que quando seu conhecimento aumenta, sua produtividade melhora consideravelmente.

Agora é com você! Por isso, se curtiu as informações, é hora de compartilhar o conteúdo e disseminar conhecimento para que mais pessoas tenham sucesso na hora de programar.