Foi somente em 2008 que o termo UX Design surgiu. Criado por Donald Norman, um must-read para todo designer que se preze, o termo fez-se necessário porque segundo ele:

“Eu criei o termo porque pensei que Interface Humana e Usabilidade eram termos muito limitados. Eu desejei cobrir todos os aspectos da experiência de uma pessoa com um sistema, incluindo o design industrial, gráfico, a interface em si, e as interações físicas e manuais. Desde então, o termo UX Design tem se espalhado largamente, tanto que já está começando a perder o sentido.”

Dito isso parece incongruente que uma das profissões mais em voga no presente e mais promissoras para o futuro não tenha se popularizado ainda em uma grande quantidade de cursos de graduação e afins.

Isso também se reflete na forma como nossas avós (e muitas pessoas) desconhecem completamente o que fazemos quando dizemos que somos UX designers, ou Designers de Experiência do Usuário.

UX Design e a experiência do usuário

UX 🧡 Ergonomia

Muito possivelmente a Ergonomia tenha sido a primeira grande paixão daqueles que hoje atuam como UX Designers (ou Designers de Experiência do Usuário).

Ainda que essa ciência tenha nascido para atender no princípio “questões posturais em postos de trabalho”, o estudo da adaptação das tarefas ao homem evoluiu ao ponto de hoje não pensarmos somente em postura física, mas também em fatores emocionais, sociais e claro, de facilidade de uso.

Pensar em Ergonomia significa projetar produtos, sistemas e serviços tendo como foco as necessidades dos usuários. O conceito da UX é exatamente o mesmo, talvez, um pouquinho mais abrangente, visto que “cuidar bem dos usuários” não é uma tarefa que se restringe apenas ao projeto em si.

No Brasil, diversas empresas ainda contratam UX designers para gerar telas com melhorias para seus sistemas. Isso é excelente, que bom que o mercado está amadurecendo e precisando cada vez mais de nós!

Entretanto, o trabalho de um UX não é apenas desenhar telas de aplicativos, mas sim melhorar o processo da empresa como um todo, atuando nos meios de comunicação com clientes internos e externos, na geração de ideias para novas funcionalidades, na priorização dessas funcionalidades, no gerenciamento dos projetos e na pesquisa junto aos usuários, para saber do que eles realmente precisam, etc.

Colocar o ser humano no centro de qualquer decisão de negócio é o que diferencia grandes empresas de startups que ficarão no passado.

💡 Os profissionais de UX Designer são as pessoas certas para orientarem projetos de produtos, sistemas e serviços às necessidades dos usuários (clientes), através de pesquisas, métodos criativos de brainstorming e de projetação.

Show CommentsClose Comments

Deixe seu comentário