Novos tempos trouxeram mudanças significativas para o setor de TI. Uma série de transformações, como o surgimento da cultura DevOps, geraram uma verdadeira revolução, ainda em andamento. E elas estão modificando consideravelmente as rotinas no setor.

Ao longo dos últimos 20 anos vimos diversas transformações ocorrerem neste cenário: o surgimento das metodologias ágeis, o despontar da Transformação Digital, o boom da digitalização das empresas, avanços tecnológicos, entre outros. Com isso, atualmente, temos uma TI radicalmente diferente dos modelos que encontrávamos antes da virada do século (atualmente chamada de TI tradicional).

Para isso, a cultura DevOps surge como uma opção de modernização, contrapondo-se à TI tradicional. Essa última já não oferece mais os mesmos resultados para muitas das demandas recentes de projetos, principalmente, quando há demanda por entregas contínuas e maior flexibilidade.

Conheça o que é o conceito, entenda porque ele é conhecido como uma cultura e aproveite para tirar suas dúvidas sobre o tema a seguir. Boa leitura!

O que é a cultura DevOps

Antes de entender os motivos pelos quais o DevOps é uma mudança de cultura, precisamos relembrar o conceito: é um modelo inovador, no qual a integração entre os times de Desenvolvimento (Dev) e Operações (Ops) é priorizada.

Ele foi criado para melhorar a adoção das metodologias ágeis, evitando que a divisão estanque das duas áreas gere barreiras de comunicação que atrapalhem os processos internos. 

Benefícios da Cultura DevOps

A cultura DevOps é altamente impactante para as empresas, principalmente, pelos diversos benefícios que ela traz para as organizações. Alguns dos principais deles são:

  • 🏃‍♀️ Velocidade: permite realizar adaptações, mudanças e entregas de forma mais ágil, garantindo maior dinamismo para os colaboradores e melhor experiência para o cliente;
  • Entrega rápida: permite lançamentos mais rápidos e contínuos para os clientes, o que pode gerar vantagens competitivas para os negócios de TI;
  • 📈 Escalabilidade: é possível escalar as demandas de projetos de forma mais ágil, eficiente e sem gerar gargalos para os times. Isso é fundamental para evitar sobrecarga e atrasos;
  • 🚀 CI/CD: a cultura DevOps permite implementar o método de Integração Contínua/Entrega Contínua (Continuous Integration/Continuous Delivery), permitindo entregar os produtos e serviços para o cliente de forma contínua e mais ágil;
  • Segurança: todos os envolvidos possuem responsabilidade compartilhada. Assim, é mais fácil identificar problemas que possam surgir e garantir maior segurança na criação da aplicação.

Os pilares e objetivos da cultura DevOps

Alguns de seus pilares fundamentais são:

  • Entrega contínua;
  • Alta qualidade;
  • Agilidade no processo de desenvolvimento;
  • Integração entre times;
  • Agregar mais valor para os negócios;
  • Gerar maior valor para o cliente;
  • Abordagens ágeis e transparentes.

Assim, o objetivo é favorecer a integração dos times, unindo Desenvolvimento e Operações de forma sinergética. Contudo, ela não é apenas uma mudança estrutural – ela passa por uma alteração significativa da cultura interna.

Afinal, os times passarão a compartilhar responsabilidades, recursos, ferramentas e processos, dialogando e atuando de forma a conseguirem obter, conjuntamente, os resultados esperados. Isso passa por profundas transformações, não só na estrutura interna, mas também nas formas de trabalho dos colaboradores.

Assim, os profissionais do futuro precisam estar atentos para essas questões, compreendendo como o DevOps funciona e passarem a mudar o seu perfil profissional. Desta forma, estarão se adequando para os novos tempos.

Como a cultura DevOps é incorporada nas empresas de TI

Eventualmente a empresa na qual você pode estar poderá incorporar uma cultura DevOps. Esse processo é um profundo desafio, pois, como falamos ao longo deste artigo, não é apenas uma mudança estrutural, mas modifica, também, princípios e valores do negócio. Por isso, os profissionais devem estar atentos para tornar o processo mais fluido e tranquilo para todos.

Enfim, para que o processo de adoção seja, de fato, bem-sucedido, é fundamental que as lideranças e colaboradores (sejam eles sêniores, plenos ou juniores) atuem de forma conjunta. Cada negócio terá seu ritmo de implementação, mas quanto mais cedo houver essa predisposição, mais rapidamente ele será concluído.

Como falamos, cada empresa passa pelo processo de uma forma diferente. Ainda assim, via de regra, em uma rotina tradicional, é preciso passar pelos seguintes pontos na implementação da Cultura DevOps.

  • Compreensão da filosofia DevOps: os responsáveis pela implementação devem estar imersos no que representa, de fato, a cultura DevOps e entender o mindset que atua nessas questões. Sem isso, as ações implementadas tendem ao fracasso;
  • Planejamento da adoção da cultura DevOps. Nessa fase, os gestores devem considerar a adoção de novas soluções e mudanças nos processos internos;
  • Os colaboradores devem passar por rodadas de conversa e ambientação com a nova cultura;
  • É preciso explicar as práticas DevOps e tornar claras as diferenças para outros modelos implementados no ambiente de TI, mostrando o que será, de fato, distinto do momento anterior;
  • Processos de integração entre times: os colaboradores de ambos os setores devem ter a experiência de se conhecerem, estarem integrados e, principalmente, alinhados de forma sinergética para o dia a dia;
  • Treinamento dos colaboradores para lidarem com novas ferramentas e processos;
  • Adoção de soluções que facilitem a implementação da cultura DevOps, como o Data Center Virtual OpenStack (permite o gerenciamento integrado do datacenter);
  • Mudança efetiva nos processos internos e padronização dos ambientes, realizando a mudança estrutural para o modelo de desenvolvimento contemplado na Cultura DevOps;
  • Análise de métricas definidas pelas lideranças.

O colaborador que atua de forma proativa em cada uma das fases consegue, assim, gerar um ambiente mais favorável para inovação. Você poderá crescer consideravelmente como profissional, caso contribua positivamente nesses processos.

A importância da qualificação em cultura DevOps para os profissionais de TI

A cultura DevOps não exige, de forma direta, hard skills para sua adoção. Por exemplo, não há uma linguagem de programação ou framework específico para esse fim. Contudo, você deve saber trabalhar os soft skills relacionados com essa nova cultura. Com isso, poderá se tornar um melhor profissional nesse cenário e ganhar maior atenção por parte de possíveis recrutadores.

Algumas das soft skills desejáveis para esses profissionais e que podem ser trabalhadas por meio de qualificação são:

  • Empatia;
  • Experiência do cliente;
  • Colaboração;
  • Habilidades comunicativas;
  • Proatividade, entre outras.

Enfim, a cultura DevOps é cada vez mais um diferencial no mercado. Para se tornar um profissional diferenciado, com maior visibilidade para os recrutadores, esteja atento sobre as questões que trouxemos neste artigo. Por isso, não deixe de investir nas mudanças necessárias para adequar-se para este contexto e potencializar sua carreira.

💡 Achou este conteúdo interessante? Compartilhe-o em suas redes sociais e leve-o para outros colegas de área que podem interessar-se pelo tema!