As comunidades de Agilidade vieram para ficar.  Elas são marcadas pelo envolvimento de diferentes pessoas, com ideias e pensamentos, que permitem o crescimento profissional por meio de troca de experiências.

Afinal de contas, ninguém trabalha só no mundo, e todos nós precisamos de ajuda! Sendo assim, o objetivo é que pessoas, de maneira voluntária, compartilhem assuntos ligados a uma determinada área e contribuam para o crescimento de outras.

Você participa de uma comunidade assim? Não!? Então, neste artigo, você entenderá melhor o que elas são e qual a importância para o seu crescimento profissional.

A força das comunidades de agilidade na comunidade software livre

Elas nascem a partir do conceito de “software livre”, o que significa que usuários podem acessar, executar, copiar, distribuir, estudar e otimizar a ferramenta. Ou seja, todos contribuem para o uso e melhoria da ferramenta.

Sendo assim, a ideia de comunidade parte da união de diferentes pessoas em prol de um objetivo em comum. Nesse sentido, o atual modelo de comunidades que vem sendo empregado no mercado é compartilhamento de experiências.

Isso permitirá não somente a evolução dos envolvidos, mas também que mais pessoas agreguem conhecimento em prol do assunto em questão. Elas podem ser sobre uma metodologia, empresa, área de atuação, uma cultura, tecnologia, entre outros.

A importância de fazer parte da transformação digital com as comunidades de agilidade

Mas, então, o que significa, de fato, as comunidades de agilidade? Nesse caso, somamos a ideia de comunidade, que já falamos anteriormente, com as ferramentas baseadas em métodos ágeis.

A união de pessoas para realização de palestras, workshops, dinâmicas focadas em gerenciamento de projetos, desenvolvimento de produtos e de software são fundamentais não somente para o desenvolvimento desses profissionais envolvidos, mas também para empresas e organizações que elas trabalham. Isso torna a experiência muito mais rica do que um simples networking. 

Elas envolvem o apoio de outras empresas. Assim, cedem o espaço e agregam profissionais que trocam ideias e experiências, visando atender um produto ou serviço delas. E essa visibilidade torna-se fundamental para o crescimento de suas carreiras, que passam a ser vistas por essas organizações.

Tornando-se protagonista da sua carreira

Mas afinal de contas, qual a relação dessas comunidades com protagonismo de carreira? Participar delas significa que você terá uma visualização no mercado, o que te ajuda a enfrentar os desafios da timidez, por exemplo. Lembrando que, portanto, quem não é visto, não é lembrado.

Ou seja, não dá para esperar alguém ter a autonomia de falar sobre você. E caso esteja realizando algum processo seletivo, nada melhor para apresentar aos recrutadores do que apresentar suas experiências. 

As comunidades, são uma forma de “provar” quais são as benfeitorias já executadas por você. E, também, as boas decisões de carreira tomadas, que podem agregar aquela empresa à qual está se candidatando.

Por fim, devemos destacar que um networking é o grande diferencial para profissionais que desejam se posicionar na carreira. Dessa forma, as comunidades ágeis, com as trocas de ideias, garantem que você se mostre no mercado e consiga destacar seus conhecimentos para alcançar novas posições.

Conseguiu entender bem sobre o assunto? Então confira o bate-papo que tivemos com a Mari Graf, onde ela trocou suas experiências sobre o conceito e a importância das comunidades de agilidade.