Se você digitar “Tecnologia da Informação” no buscador da Adzuna sem especificar a localidade no Brasil, vai encontrar mais de 7 mil vagas de trabalho. Nesse montante, que poderá te deixar bem perdido(a), estão listados os mais diversos tipos de cargos dentro da área de TI. Afinal, trata-se de um termo bastante abrangente e, principalmente, volátil, o que exige foco no momento de planejar a carreira e buscar uma oportunidade de trabalho.

Assim como acontece em outros segmentos, mas de maneira intensificada, a área de TI ramificou-se com o passar do tempo. Hoje, quem trabalha com tecnologia pode criar novos métodos ou ferramentas até manipular dados para aprimorar processos. Com um leque de possibilidades tão aberto, a missão de definir uma linha de atuação, seja no início ou no meio da trajetória profissional, torna-se difícil.

Área de TI: quais são as principais?

1. E-commerce;

2. Gestão de banco de dados;

3. Programação;

4. Suporte técnico;

5. Administrador(a) de redes;

6. Qualidade de software;

7. Segurança da informação.

Depois de escolher por alguma delas, o que observamos com frequência são pessoas cada vez mais especializadas e executando tarefas muito específicas, mas que detêm uma visão do todo.

Além de apostar em um nicho, é recomendado que se preste atenção para o que o mercado da área de TI está indicando.

Abaixo, destacamos um levantamento do PageGroup divulgado em dezembro com base em entrevistas com 6 mil executivos que revela os três cargos de TI que serão tendência em 2019 no Brasil. Veja:

1. Cientista de dados (Data science)

Cada vez mais as empresas buscam por pessoas capazes de captar, analisar e prever tendências em dados. A ideia é que profissionais desta área de TI traduzam os números em informações que possam impactar positivamente os negócios e, claro, possibilitar crescimento.

Conforme o levantamento, este será o ano em que cientistas de dados vão se consolidar definitivamente na cultura do mercado de tecnologia. Isso porque, por meio de um perfil analítico, fazem a conexão entre o presente e o futuro. Algo que é importante, principalmente após a transformação digital intensa que ocorreu em 2018.

Os salários, de acordo com a pesquisa, variam entre R$ 9 mil e R$ 18 mil no país. Para isso, geralmente é demandada formação em áreas como Ciências da Computação, Análise de Sistemas, Física, Matemática e Estatística.

Leia também: Futuro do trabalho: o que é, o que esperar e qual é o impacto para as pessoas e as empresas

área de ti

2. Desenvolvedor(a) back-end

Não é nenhuma novidade que as pessoas desenvolvedoras back-end continuarão a serem contratadas em larga escala em 2019. Até porque este é um cargo basilar na área de TI, que organiza as informações de sites ou plataformas aos usuários por meio das mais variadas linguagens de programação. Sistemas da Informação e Engenharia da Computação costumam ser as fontes mais comuns desse tipo de conhecimento.

Mas o que o estudo leva em consideração é a ascensão de startups focadas em determinadas áreas no Brasil, que vão precisar mais do que nunca desses(as) profissionais. São as fintechs, lawtechs, edutechs e por aí vai. Os rendimentos, nesses espaços, vão girar em torno de R$ 7 mil e R$ 13 mil.

Leia também: Saiba como conquistar vagas de trabalho remoto no mercado de desenvolvimento de software

3. Desenvolvedor(a) mobile

A transformação digital que mencionamos acima continuará acontecendo em 2019. Isso quer dizer que as empresas vão fazer a migração do campo físico para o digital. Nesse caminho, vão precisar expor seus produtos e serviços na interface móvel, dos tablets e celulares.

É aí que entram as pessoas desenvolvedoras focadas em mobile, que também são contempladas pelo universo dos games. A formação esperada é a mesma de outros(as) devs, guardadas as especializações cabíveis em cada cenário. Trabalhando nessa área de TI em 2019, você poderá ganhar entre R$ 10 mil e R$ 17 mil, segundo o PageGroup.

Leia também: Tudo o que você precisa saber para trabalhar online para empresas de TI

Para além das hard skills exigidas nos três cargos acima, cresce a expectativa das empresas em reter pessoas em seus times de tecnologia que dominem também as soft skills.

São profissionais capazes de entregar resultados de forma sustentável, respeitando a si mesmo(a) e as outras pessoas com quem se relaciona em uma convivência autônoma, harmônica e transparente. Isso fica mais fácil quando se trabalha levando em consideração o seu propósito, o que será imprescindível no futuro do trabalho.

Na comunidade da Impulso Network, você tem a possibilidade de capacitar-se em torno do que é solicitado pelas principais empresas do país, além de entrar em contato com mais de 7 mil pessoas que trabalham na área de TI. Também pode acessar mais facilmente oportunidades de trabalho nos mais variados projetos de software. Back-end, front-end, design, mobile, infraestrutura, quality assurance e gestão são os setores presentes no nosso radar.

Para fazer parte, é simples. Basta cadastrar-se neste link usando o seu perfil no LinkedIn. Caso tenha ficado com alguma dúvida ou possua alguma sugestão, escreva abaixo no espaço dos comentários.